Amazon prepara Linux próprio para gadgets inteligentes, diz jornalista

Amazon prepara Linux próprio para gadgets inteligentes, diz jornalista

Douglas Ciriaco Amazon prepara Linux próprio para gadgets inteligentes, diz jornalista

A Amazon trabalha em um sistema Linux próprio para deixar de usar a interface Fire OS, baseada no Android, no Fire TV e em outros dispositivos de casa inteligente. A informação é do jornalista Janko Roettgers, que teria conversado com diversas fontes ligadas ao tema.

Internamente chamado de Vega, o Linux da Amazon já teria sido testado no Fire TV Stickrevela o profissional, e a gigante do varejo teria informado a alguns parceiros sobre a intenção de mudar de sistema em um futuro próximo. De acordo com as fontes de Roettgers, essa mudança pode começar já em 2024.

Linux da Amazon

Entre os envolvidos no processo estaria o ex-engenheiro da Mozilla Zibi Braniecki, que já deu pistas a respeito disso em uma publicação feita no LinkedIn em 2022. Na postagem, diz trabalhar na Amazon “na próxima geração de um sistema operacional para dispositivos de Casa Inteligente, Automotivos e outras linhas de produtos Amazon.”


Podcast Porta 101 : a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.

Roettgers revela que o Linux da Amazon é um sistema com foco na web baseado em uma distro que já existe (ou seja, não é um projeto criado totalmente do zero). Apesar de não revelar qual plataforma seria esta, o jornalista garante que ela usa o React Native, framework de UI open source criado pela Meta .

Neste momento, a Amazon estaria preparando um kit de desenvolvimento (SDK) para enviar a desenvolvedores. A ideia é de que eles tenham tempo para adaptar suas aplicações do Fire OS/Android para o Vega.

Por que trocar o Android pelo Linux?

Atualmente, o Fire OS que a Amazon usa em seus dispositivos é baseado no Android Open Source Project (AOSP), o projeto base e de código aberto do sistema do Google . Isso gera uma vantagem, que é a facilidade proporcionada a desenvolvedores na hora de adaptarem seus apps a dispositivos das mais variadas marcas, mas também traz contratempos.

Apesar de o Android ser um sistema Linuxo ritmo do AOSP invariavelmente é ditado pelo próprio Google, o que acaba deixando as companhias que usam Android à mercê da dona do Android. Além disso, o sistema do robô é, por essência, uma plataforma de celular, o que acaba por limitar seu uso em outras plataformas. Vale lembrar que até o próprio Google vem substituindo o Android em alguns de seus aparelhos de casa inteligente — o Fuchsia OS está aí para isso .

Ao desenvolver um sistema próprio, a Amazon assumiria as rédeas do seu desenvolvimento de software e pode implementar soluções mais específicas para Fire TV, Echo e todos os seus dispositivos inteligentes.

Como a empresa ainda não se pronunciou oficialmente sobre o caso, tudo por enquanto é apenas especulação. Os indícios, entretanto, são fortes e é provável que mais novidades surjam ao longo dos próximos meses.

Leia a matéria no Canaltech .

Trending no Canaltech:

Fonte: TECNOLOGIA.IG.COM.BR