Depoimento de motorista de ônibus que caiu em viaduto é marcado por choro e revelações sobre acidente: ‘medo’

Aguardado pela polícia para prestar depoimento nos últimos dias, o motorista do ônibus que se envolveu em um grave acidente na última semana, que acabou matando 19 pessoas, enfim se apresentou nesta segunda-feira (07) para dar sua versão dos fatos.

Luiz Viana de Lima compareceu até à delegacia da Polícia Civil de João Monlevade, e alegou ter se evadido do local do acidente por medo e por ter se sentido “acuado” diante da situação. Acompanhado de advogados e representantes da empresa Localima, o condutor se mostrou emocionado em várias oportunidades durante o depoimento que se esticou por mais de três horas.

Responsável pelas investigações do caso, o delegado Paulo Tavarez Neto, disse que o motorista revelou que o acidente foi provocado por um problema nos freios.

 

“Ele fugiu porque, segundo ele, ficou com medo. Vários motoristas que pararam no local estavam procurando por ele e ele se sentiu acuado. Ele não foi detido já que não tinha nenhuma cautelar contra ele. Ele foi ouvido e será ouvido novamente enquanto a apuração continua”, afirmou Tavarez.

 

Fuga

De acordo com testemunhas, o motorista pulou do ônibus antes do veículo despencar do viaduto. Viana ficou desaparecido todo o final de semana, mas não era considerado foragido pela polícia, que aguardava seu depoimento, tido como crucial nas investigações.

Ainda segundo o delegado, Luiz Viana não hesitou em nenhum momento em responder os questionamentos feitos pelos investigadores.

Segundo a chefe da Divisão de Medicina Legal da Polícia Civil, Tatiana Telles, o resultado da perícia realizada tem até 30 dias para sair. Os peritos já retiraram o tacógrafo do veículo para análises externas que possam ajudar a esclarecer os fatos que culminaram no trágico acidente.

 

Fonte: www.i7news.com.br/