Usuários do G Suite grátis poderão usar Gmail com domínio próprio

Unsplash Gmail com domínio próprio continuará gratuito em alguns casos

A essa altura, todo mundo que tem um plano gratuito no G Suite sabe que terá que migrar para o Google Workspace, que é pago. Felizmente, surgiu uma luz no fim do túnel. O Google criou um plano que não custa nada e permite que o usuário mantenha o seu domínio personalizado. Mas há uma ressalva: essa opção vale apenas para uso pessoal, e não comercial.

Sem a nova opção, usuários que atendem aos requisitos teriam que pagar pelo Google Workspace. No Brasil, o serviço tem preço inicial de R$ 27 por usuário (sem considerar descontos ou promoções). A alternativa seria migrar para outra plataforma, a exemplo da Zoho, que tem um plano gratuito para contas com até cinco emails.

Mudar de plataforma não é um tarefa das mais agradáveis. É preciso mexer em configurações de domínio, exportar mensagens e, claro, se adaptar ao novo serviço. Mas, para muitos usuários, a pior parte é perder compras feitas com contas no G Suite, como assinaturas no YouTube ou na Google Play Store.

Eis que, em fevereiro, o Google anunciou o Workspace Essentials Starter. Gratuita, essa opção foi criada para permitir que usuários de contas comerciais continuem usando os serviços da plataforma, mas com algumas limitações. A maior delas é a impossibilidade de uso do Gmail.

Google Workspace gratuito e com domínio

O plano original do Google previa o encerramento do G Suite legado em 1º de julho de 2022, cabendo ao usuário tomar uma decisão até 1º de maio. Mas a companhia estendeu ambos os prazos em um mês. Enquanto isso, a empresa montava uma lista de espera que poderia dar acesso ao Workspace de graça e com a possibilidade de um domínio próprio ser mantido.

Sem fazer barulho, o Google tornou esse plano oficial. A tal lista de espera nem existe mais. No Google Admin Console, os usuários do G Suite já podem escolher a opção gratuita do Workspace.

O novo plano dá acesso a serviços como Drive, Meet, Maps e YouTube. O Gmail também é oferecido e, como já dito, é possível manter o seu domínio personalizado. Além disso, o conteúdo comprado em plataformas como Google Play Store é preservado.

Upgrade até 27 de junho

Sim, a nova opção é gratuita, mas tem restrições. Para começar, é necessário fazer o upgrade até 27 de junho de 2022. Além disso, é preciso confirmar ao Google que a sua conta serve para uso pessoal.

Tem mais. Contas pessoais não têm suporte. O Google explica ainda que recursos comerciais disponíveis nessa modalidade poderão ser removidos em algum momento.

No fim das contas, é como o 9to5Google bem observou: tudo o que o Google quer é que as empresas paguem pelo Workspace. Se, desde o início, a companhia tivesse levado em conta que o G Suite tem muitas contas para uso pessoal, tudo teria sido mais fácil.

Para quem faz uso pessoal e já havia migrado para uma conta paga no Workspace, é possível aderir à opção gratuita entrando em contato com o suporte da plataforma.

Fonte: TECNOLOGIA.IG.COM.BR